GLOBO OCULAR ARTIFICIAL PARA HUMANOS E ROBÔS


Considerando que muitas vezes, mesmo em casos que não há cegueira, se faz necessárias correções no olho humano que podem ser substituídos por um dispositivo protético, a pesquisadora Leilei Gu e co-autores apresentam um olho artificial com a mesma curvatura do globo ocular, conforme artigo publicado na Nature.

Os autores buscam uma visão robótica mais nítida para dispositivos protéticos, que possam caracterizar os fenômenos ópticos do olho humano, desde a refração no cristalino e no humor vitro, bem como a excitação dos fotorreceptores.

Utilizando de um líquido iônico para conduzir a informação para o processamento eletrônico, conseguiram processar padrões de luz na metade do tempo exigido pelo olho humano. O modelo curvo melhorou a recepção quando comparado com foto sensores planos, apresentando melhor nitidez e contraste.

O olho artificial permite a interpretação de um maior espectro de frequências, quando comparado com o olho humano. O estudo também busca contribuir com aplicações em visão robótica.




 

A Revista Sociedade Científica convida seus leitores para se inscreverem em nossa nova plataforma de assinantes. Sem qualquer custo, a Revista irá comunicá-lo sempre que houver nova publicação.

Para se inscrever, basta submeter email:

Revista Sociedade Científica

Convide seus amigos, basta compartilhar este link através dos links sociais abaixo.
 




 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *